ARQUIVOS TIPO ATLAS

ACNE VULGAR COMEDONIANO - GRAU I

Acne vulgaris comedonal

ACNE VULGARIS COMEDONICO

Autor: Nelson Guimarães Proença

Inserida em: 28/05/2021


Clinical presentation includes non-inflammatory and/or inflammatory lesions extending over the face and/or the trunk. Acne scarring is more likely if treatment is delayed hence early treatment is advocated. Acne is a polymorpic disease, the clinicai picture can vary from very mild comedonal acne, with or without sparse inflammatory lesions, to agressive fulminant disease with associated systemic upset.

Grade I — Comedonal acne — several subtypes of comedones have been described: “sandpaper”, “macro” and “submarine” comedones. Comedonal lesions are present exclusively or associated with few inflammatory lesions.


(Rook’s Textbook of Dermatology, Ninth Edition, 2016).


CASO 1 (42324)

Jovem do sexo masculino, 22 anos, informa que tem muitos cravos, desde os 14 anos de idade. Esperava que houvesse melhora com o passar dos anos, mas isto não ocorreu. Ao exame, eram numerosas as lesões comedonianas, distribuídas pela face, mas predominando na região frontal.





CASO 2 (14394)

Sexo masculino, 18 anos de idade, desde os 17 anos estão surgindo e se acumulando numerosos “cravos”, na face. Consultou porque começa a haver formação de algumas lesões inflamatórias. Foi submetido apenas a tratamento local e à extração de comedões.





Comentários

Acne vulgar representou, em nosso consultório privado de Dermatologia, 7% do total das consultas. Em se tratando de adolescentes, este percentual foi muito maior, é o motivo da maioria das consultas.

Há várias afecções que tem como sede o aparelho pilo-sebáceo, estando agrupadas sob a denominação genérica de ACNE.

No presente tópico estamos abordando a Acne vulgaris em uma de suas variedades clínicas, a variedade comedoniana. Comedões — popularmente chamados “cravos” — representam a primeira etapa da formação das lesões que caracterizam a acne. A secreção sebácea retida e acumulada no folículo piloso, mais os restos celulares não eliminados, representam um material propício para o desenvolvimento de micro-organismos. Um habitante folicular sempre relacionado com a acne é o Corynebacterium acnes. Acredita-se que ele desempenha papel preponderante nos aspectos inflamatórios que se sucedem: pápulas, pústulas, nódulos, lesões abscedadas.

Há casos em que estão presentes incontáveis comedões mas sem a participação do conjunto de lesões citadas. São pacientes que tem Acne vulgaris comedoniana, em strictu sensu. Foram casos com essa característica, os que descrevemos neste tópico.

Os pacientes devem ser tratados com medicação local, somente. É necessária a ”limpeza de pele” complementar, isto é, a extração manual dos comedões retidos. Não é habitual empregarmos nem antibióticos e nem isotretinoína. Há também necessidade — importante — de fazer recomendações no sentido de evitar o uso de cosméticos. Inclusive de fotoprotetores cremosos.


Palavras-chave: Acne vulgar comedoniano

Key Words: Acne vulgaris comedonal

Nomina Dermatologica: Acne vulgaris comedonal; Acne vulgaris comedonico; Acne Grau I; Acne Grade I.