ARQUIVOS TIPO ATLAS

ACANTOMA EPIDERMOLÍTICO ESCROTAL

Epidermolytic acanthoma of scrotum

ACANTHOMA EPIDERMOLYTICUM SCROTALIS

Autor: Nelson Guimarães Proença

Inserida em: 27/05/2021


 

Epidermolytic hyperkeratosis is a peculiar and characteristic change seen in a number of skin disorders. There is an increase in the thickness of the granular layer, where keratinocytes appear to contain an increased number of keratohyalin granules.

 

(Rook’s Textbook of Dermatology, Ninth Edition, 2016).

 

 

CASO 1

Paciente com 68 anos de idade, foi consultado por apresentar intertrigo inguinal, por Candida sp. Ao ser examinado foram encontradas lesões papulosas pequenas, não mais do que 2 a 3 mm, localizadas na região escrotal. Informou ter estas lesões há 10 ou mais anos, são absolutamente assintomáticas. Suas palavras: “— as lesões formam pequenina crosta em sua parte central, as retiro, mas voltam a se formar”. Ao exame clínico foram encontradas apenas 10 lesões, dispersas na superfície da bolsa escrotal.









 

CASO 2

O paciente tem 62 anos, cor branca, origem árabe, comparece à consulta por apresentar prurido na região ínguino-crural. Ao ser examinado foram encontradas pequenas lesões na bolsa escrotal. Indagado a este respeito, informou que estas lesões são assintomáticas e foram notadas a partir dos 50 anos de idade. Crescem muito lentamente. As lesões são discoides, planas, de cor eritemato-violácea. Foi pensado em líquen plano e em infecção pelo HPV (este descartado por técnica de hibridização.  Foi realizada a biópsia de uma lesão, para elucidação diagnóstica: acantoma epidermolítico. As lesões são discoides, absolutamente planas, cor violácea.

 









Comentários

 

A descrição original foi feita por Shapiro e Baraff, em 1970 (1). Até o presente o acantoma epidermolítico tem recebido pouca atenção dos dermatologistas e urologistas, sendo poucos os casos publicados.

É uma alteração epidérmica que surge na meia idade, pouco antes ou pouco depois dos 50 anos. Como é processo absolutamente benigno, assintomático, as lesões se estabilizam, deixam de aumentar de tamanho. Não há necessidade de tratamento.

(1)   Shapiro & Baraf — Isolated epidermolytic acanthoma. Arch Dermatol 1970, 101: 220-223.

 


Palavras-chave: Acantoma Epidermolítico Escrotal

Key Words: Epidermolytic Acanthoma of Scrotum

Nomina Dermatologica: Acanthoma Epidermolyticum Scrotalis